terça-feira, 25 de setembro de 2018

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Tiro Livre - Na terra do amor



Em período eleitoral o amor fica ainda mais latente, mas não é exclusivo... o autoritarismo parece fazer parte desse país paradoxalmente conservador.

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Mínimos Detalhes - série de desenho

Em julho comecei uma nova série de desenhos.
Ainda que não sejam HQs no sentido restrito, eles tem a intenção de jogar com as possibilidades de interação texto-imagem. Uma proposta simples: deixar o objeto confortável no espaço branco da página e ligá-lo a uma palavra ou frase.
Daí surgiram várias possibilidades, desvios, imposições e a série tomou uma razoável forma. Em setembro completei 30 "mínimos detalhes".
São esses que publico agora aqui no blog.

Esses mesmos 30 trabalhos foram deslocados para uma outra colaboração em que deixarão de ser desenhos soltos e passarão a formar um livro feito em conjunto com Danillo Villa, artista de Londrina. Nessa colaboração, se antes fazia a palavra alterar a imagem, agora é a criação do Danillo que soma, subtrai e se relaciona livremente com os meus desenhos.
O livro está em produção, em breve posto aqui!












Desenhos do caderno de esboços

Alguns desenho que tirei dos cadernos durante esse ano!






segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Tiro-Livre - Tapando o Sol com a Peneira




A censura e a leitura burra vão mantendo os olhos fechados.

Alguns casos isolados de reação extremada contra algumas obras de arte, apresentações de performance ou teatro vem acontecendo com frequência, mas foi a polêmica do Santander Cultura e da exposição "Queermuseu" que colocou essa tendência em pauta.

Dezenas de textos podem ser encontrados sobre o assunto, a questão que fica aqui é a indignação de termos pessoas que conseguem respaldo falando ignorâncias sobre temas dos quais eles não entendem e nem vislumbram um entendimento.

Essas reações contra a arte, são reações contra o debate, são novos muros sendo erguidos para manter tudo como está. O MBL é o grande ícone dessa tendência. É a soberba de se achar capaz de julgar tudo pelo ponto de vista estreito do conservadorismo moralista. 

O que essas pessoas não entendem é que a verdade deles não é a verdade de todos. 
Eles carregam uma ideologia rasa, dura e pragmática, que vê o mundo de forma operacional, empresarial. Esquecem os planos afetivos, subjetivos, esquecem o humano.

Ainda bem que arte é resistência.

Enquanto querem tampar, nós devemos continuar a erguer e rasgar  os tapetes.

domingo, 17 de setembro de 2017

Espaços ocultos


Cantos, frestas, espaços ocultos, todos os vãos possíveis para que ocupemos.
Enquanto a pressão pelo reto pragmático continua a se fortalecer, é nos espaços ocultos, esquecidos e não conhecidos que poderemos manter as ideias borbulhando.



sábado, 9 de setembro de 2017

Camiño di Rato "Degustação da Toka" (prólogo #9)

Acaba de ser disponibilizada a nova edição da revista Camiño di Rato!
"Degustação na Toka" é uma edição prólogo com material inédito lançada pelo Selo Reverso de publicações independentes.
Espaço de investigação e experimentação, a liberdade de achar novos e bons camiños é a tônica!



Lançada em versão digital e contém colaboração de 14 autores, entre HQs e ilustrações.

A Camiño di Rato é uma publicação independente que teve sua primeira edição lançada em 2008. 
De caráter experimental, a revista sempre flertou com os quadrinhos poético-filosóficos, mas também publicou os mais diversos gêneros, sempre primando pela inventividade autoral e pelo interesse nos processos criativos.  

Nessa edição prólogo - lançada em 01 de setembro de 2017 - a degustação se inicia com o surrealismo mágico de Antônio Amaral, três tiros-livres de Guilherme Silveira, os HQForismos de Edgar Franco em parceria com vários convidados ilustres e a irreverência de "Aventuras de Luisa", de Matheus Moura, Gian Danton e Décio Ramirez, que será publicada nessa e nas próximas duas edições digitais.

Degustem  à vontade!

Link: https://issuu.com/seloreverso

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Tiro Livre - Telepatia

Daqueles que se não fosse um ato pretensioso eu chamaria de "Leminskianas"...
Claro que soa pretensioso e nem seria numa equiparação, mas na ideia de um tiro rápido e efêmeros, como os haikais do Leminski.
As vezes um pouco menos retrato contemplativo do que os haikais costumam ser, e um poco mais contemplações livres, como só ele sabia fazer.

Bom, se não são "Leminskianas", ao menos são rápidas e livres, fiquemos então imaginando os pensamentos.


Decidindo o próximo passo...





Hibisco Roxo

Desenho feito durante o debate sobre o livro "Hibisco Roxo", no clube de leitura Leia Mulheres.


NADA SUPERA


ABRINDO OS CAMINHOS

Nos abrimos..........
...............e aos poucos vamos encontrando
................................................................ nossos caminhos.




Desenhos do caderno de esboços. Observação inspirando a criação!

ASSOMBRO

"Assombro"
Lápis e nanquim s/ papel